Sem categoria

Quais são os tipos de família que existem?

por Paulo Ishimaru
3 de julho de 2020
Foto: Rawpixel.com – Shutterstock

Nesse início de século, é possível observar a existência de diferentes tipos de família: casais compartilhando os cuidados dos filhos, mulheres como provedoras financeiras, pais e mães independentes, uniões homoafetivas e famílias com filhos adotados são alguns exemplos.

A compreensão da família não está mais ligada à composição dos seus membros ou ligações sanguíneas. Solidariedade, empatia, laços de afeto e amor são os elementos que formam o entendimento da ideia de família.

Alguns tipos de família

Família nuclear – incluindo duas gerações. Pai e mãe com filhos biológicos. É a chamada tradicional.

Família extensa – incluindo três ou quatro gerações. Esse modelo geralmente inclui a convivência com pessoas idosas.

Família adotiva temporária – quando uma criança é acolhida até a adoção definitiva por outra família.

Famílias monoparentais – são aquelas onde ou apenas o pai ou a mãe assume a criação integral do/a(s) filho/a(s). 

Casais homoafetivos – com ou sem filhos. 

Famílias reconstituídas – depois do divórcio. 

Várias pessoas vivendo juntas – sem laços legais, mas com forte compromisso mútuo.

A psicóloga Juliana Bizeto* afirma que, independente dos tipos de família existentes, são elas que oferecem afeto e auxílio material necessário para o bem-estar dos seus integrantes. “A família cumpre um papel fundamental na educação formal e informal. É nela que valores éticos e morais são inseridos e incorporados e onde se criam os laços de solidariedade”. 

Novas alternativas de família

Núcleos tradicionaisNovos tipos de família
União legalUnião por consenso 
Com filhosSem filhos por opção
Pai E mãePai OU mãe
PermanenteDivorciados ou reconciliados
Homem como provedorAmbos são provedores ou apenas a mulher
Relação monogâmicaRelações abertas com outros parceiros
Relações heterossexuais Relações homossexuais
Lar com dois adultosLar com mais de dois adultos

Novos tipos de família formados na atualidade se configuram por laços de amor e não são uma afronta à família dita tradicional. Bizeto relata que “famílias tradicionais, em alguns casos, desconhecem ou tem preconceito de novas configurações familiares”.

Como diferentes gerações podem conviver de forma harmônica?

O surgimento de novos tipos de família e arranjos familiares pode gerar conflitos entre seus membros. A população de terceira idade, de forma geral, viveu em contextos socioculturais diferentes dos atuais e teve outros padrões de família como referência. Então como diferentes gerações podem conviver harmonicamente? A psicóloga indica três regras básicas de convivência social.

Respeito: opiniões divergentes são quase inevitáveis. Respeitar é diferente de concordar. Você pode não concordar com algo, mas deve respeitar a opinião alheia, entendendo que existem outras formas de pensar.

Diálogo: tentar se comunicar e ouvir nos momentos de conflitos pode melhorar a situação. Não existe família perfeita, todas têm defeitos e qualidades. Bom senso é fundamental.

Tolerância: o mundo muda rapidamente e está completamente diferente do que em épocas passadas, mesmo as recentes. Os valores mudam e novas ideias surgem. Por isso, é importante desenvolvermos nossa capacidade de tolerar ideias diferentes.

Novos tipos de família são configurados para celebrar o amor entre as pessoas. A inclusão, quando necessária, e o respeito a pessoas de terceira idade é uma condição fundamental de socialização e afeto.

*Juliana Bizeto é psicóloga (CRP 06/62420), graduada pelo Instituto de Psicologia – USP/SP, mestre pelo Instituto de Psicologia – USP/SP, pós-graduada em Farmacodependências pelo Departamento de Psiquiatria – UNIFESP/SP e em Psychological First Aid na instituição de ensino John Hopkins University/USA.

Sobre o autor:

Paulo Ishimaru

Profissional de comunicação com formação em Jornalismo e pós-graduação em Gestão Estratégica de Negócios. Cursou Ciências Sociais e acredita que a comunicação, aliada à tecnologia, é uma das grandes ferramentas de transformação social e empresarial. Professor universitário nos cursos de Jornalismo, Marketing e Design.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto