Saúde

Quais as vitaminas para idosos que não podem faltar?

por Madu
27 de agosto de 2020

Vitaminas são suplementos importantes para saúde do idoso, mas deve ser utilizado apenas com indicação médica

Foto: De Visu – Shutterstock

Com a chegada da terceira idade, algumas alterações, que fazem parte do processo natural de envelhecimento, impactam a capacidade de digestão de proteínas, na absorção de ferro, vitamina B12, cálcio e Vitamina D. O consumo para reposição dessas vitaminas para idosos deve ser realizado com rigoroso acompanhamento médico, pois o uso indiscriminado pode piorar o quadro de saúde da pessoa, causando intoxicações e complicações sérias.

As implicações da falta de vitaminas para idosos 

  • Vitamina D: Uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) alerta que a falta de vitamina D, por exemplo, “é altamente prevalente e constitui um problema de saúde pública em todo o mundo. Estudos mostram uma elevada prevalência dessa doença em várias regiões geográficas, incluindo o Brasil. Pode acometer mais de 90% dos indivíduos, dependendo da população estudada”.

A mesma pesquisa indica que a falta de vitamina D está associada à redução de mobilidade, fraqueza muscular, declínio cognitivo, maior risco de desenvolver Alzheimer e depressão.

  • Vitamina B12: A falta de vitamina B12 está associada a maiores riscos de osteoporose, doença muito comum na população idosa que diminui a massa óssea e aumenta as chances de fraturas. Sua carência também pode ocasionar quadros de anemia e depressão, é o que afirma um artigo desenvolvido na Universidade Presbiteriana Mackenzie.
  • Cálcio: A Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) divulgou uma orientação indicando que o uso de cálcio associado a vitamina D pode diminuir a mortalidade entre idosos.  Em um artigo do endocrinologista Ney Cavalcanti, para Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), ele afirma que “necessitamos sempre de uma quantidade adequada de cálcio. Não só enquanto estamos crescendo, mas também quando adultos e, principalment,e quando idosos. Caso a falta seja na infância ou adolescência, formaremos um patrimônio ósseo menor do que o desejado”.
  • Ferro: A Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia publicou um trabalho que afirma que a “deficiência de ferro sozinha é responsável por quase metade dos casos de anemias causadas por deficiências nutricionais” e completa dizendo que “anemia é comum em idosos e é associada a significante morbidade e mortalidade. Mais de 10% dos indivíduos acima de 65 anos têm anemia”.

Antes de utilizar vitaminas para idosos, um médico geriatra e um nutricionista devem ser consultados. Parte dessas vitaminas podem ser repostas por meio de uma alimentação equilibrada sem a necessidade de suplementos que, quando auto prescritos, podem piorar seriamente o quadro de saúde da pessoa.

Sobre a autora:

Madu

MADU é uma iniciativa do projeto Rede Bem Estar, realizado pelo Conselho Estadual do Idoso, em parceria com o Grupo Tellus, a Brasilprev e a Liga Solidária. Foi criada para potencializar a relação entre pessoas mais velhas, seus familiares e amigos além de compartilhar conteúdos sobre envelhecimento e velhice.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto