Saúde

O que é fibromialgia e como identificá-la?

por Madu
26 de agosto de 2020

Dor no corpo é o principal sintoma da fibromialgia, síndrome que necessita uma avaliação clínica completa para poder identificá-la

Foto: Chayatorn Laorattanavech – Shutterstock

Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), a fibromialgia é um problema comum, que afeta de 10 a 15% dos pacientes que procuram atendimento com um reumatologista.  Normalmente o aparecimento da síndrome ocorre com pessoas entre 30 e 60 anos de idade, mas podem acontecer casos em idosos e crianças. De 70% a 90% dos casos ocorrem em mulheres. A ciência médica ainda não tem respostas claras para explicar essa incidência maior no público feminino. O que é fibromialgia?

A SBR define a fibromialgia como “uma síndrome clínica que se manifesta com dor no corpo todo, principalmente na musculatura. Com a dor, a fibromialgia cursa com sintomas de fadiga (cansaço), sono não reparador (a pessoa acorda cansada) e outros sintomas, como alterações de memória e atenção, ansiedade, depressão e alterações intestinais” e completa: “Uma característica da pessoa com fibromialgia é a grande sensibilidade ao toque e à compressão da musculatura pelo examinador ou por outras pessoas”.

Diagnóstico

A SBG alerta que o diagnóstico da fibromialgia é clínico, ou seja, é necessário uma série de exames, aliada à avaliação médica para identificar o problema, assim como para descartá-lo.

Alguns sintomas da fibromialgia de acordo com a SBR

Dor no corpo. O paciente sente mais dor no final do dia, mas pode haver também pela manhã. A dor é sentida “nos ossos” ou “na carne” ou ao redor das articulações

Sensibilidade ao toque, sendo que muitos pacientes não toleram ser “agarrados” ou mesmo abraçados

– A sensação de inchaço pode aparecer pela contração da musculatura em resposta à dor

– A alteração do sono na fibromialgia é frequente, afetando quase 95% dos pacientes. Essa má qualidade do sono aumenta a fadiga, a contração muscular e a dor

Desconforto grande nas pernas ao deitar na cama

Síndrome da Apneia do Sono, que causa uma queda na qualidade do sono e sonolência excessiva durante o dia

– A fadiga (cansaço) é outro sintoma comum, e parece ir além do causado somente pelo sono não reparador

– A depressão está presente em 50% dos pacientes com fibromialgia

Alterações de memória e de atenção, e isso se deve mais ao fato de a dor ser crônica, do que a alguma lesão cerebral grave

Mesmo que a síndrome tenha sido identificada há tempos, faltam muitas respostas para a pergunta:  o que é fibromialgia?

Fonte: Sociedade Brasileira de Reumatologia

Sobre a autora:

Madu

MADU é uma iniciativa do projeto Rede Bem Estar, realizado pelo Conselho Estadual do Idoso, em parceria com o Grupo Tellus, a Brasilprev e a Liga Solidária. Foi criada para potencializar a relação entre pessoas mais velhas, seus familiares e amigos além de compartilhar conteúdos sobre envelhecimento e velhice.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto