Cuidado | Saúde

Idoso no dentista: quando e por que ir?

por Daniela Santilli
17 de junho de 2020

Entenda o que ocorre com a saúde bucal com o processo de envelhecimento e a importância de ir ao dentista ao menos uma vez no ano

Foto: Monkey Business Images – Shutterstock

Todos e todas nós devemos ir ao dentista pelo menos uma vez ao ano. No caso de um idoso no dentista, isso não é diferente. 

Entenda os motivos pelos quais um idoso no dentista pode ser sinal de saúde.

Com o passar dos anos, durante o processo de envelhecimento, as diferenças fisiológicas, patológicas e psicológicas devem ser levadas em consideração, incluindo a saúde bucal.

Um idoso no dentista é a garantia de: 

  • prevenir infecções nas gengivas 
  • entender ou descobrir a necessidade do uso de dentaduras/próteses (desgaste ósseo)
  • caso já seja usuário, entender que, quando a prótese estiver machucando, deve-se procurar o dentista imediatamente, pois os famosos:” já, já acostuma” e “antes de casar, sara” são mitos e podem ser perigosos.

Entenda:

A dentadura deve se ajustar rapidamente. Não tem que esperar acostumar. Se ela incomoda e fere, está errada. Existe o processo de adaptação a um objeto estranho dentro da boca, mas isso é diferente de incomodar ou machucar.

Deve-se sempre fazer o acompanhamento periódico após a instalação da dentadura para fazer os ajustes necessários, até que que fique confortável e não lesione a mucosa da boca, uma vez que essas lesões podem se agravar e virar um câncer.

Importante saber também quais medicamentos o idoso usa, pois existem medicamentos que deixam a boca seca e sem saliva (nome clínico xerostomia), o que pode causar cáries, doenças periodontais e até mesmo a perda dos dentes. A boca seca também pode ser sinal de  alguma doença autoimune.

Existe também o profissional especializado em estomatologia (lábios, língua, dentes, ossos, glândulas), que trabalha com diagnóstico das doenças da boca. Eles são os profissionais indicados para analisar, e realizar biópsias das lesões da boca e dos ossos maxilares, ajudando no diagnóstico precoce do câncer de boca.

Mantenha seu sorriso, sua saúde, sua alimentação, e seja um idoso no dentista!

Fonte: Elizeth Meire Faria 

Sobre a autora:

Daniela Santilli

Daniela Santilli, fundadora do Plano Cuida Idoso, onde escreve e compartilha sobre cuidados, direitos e experiências com a terceira idade, formada cuidadora de idosos pela Cruz Vermelha, estudante de Gerontologia. Atua no mercado atendendo a pessoa idosa e seus familiares em casa, onde trabalha segurança, organização, afeto e reinserção social da pessoa idosa.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto