Saúde

Conheça o app de saúde da OMS para o cuidado de idosos

por Madu
29 de março de 2020

Tecnologia vai apoiar assistentes sociais e de saúde a identificar limitações e trabalhar em ações de cuidado para população com mais de 60 anos

Foto: Joseph Chan – Unsplash

A Organização Mundial da Saúde (OMS) criou um app de saúde para ajudar assistentes sociais e profissionais da área da saúde a oferecer melhores cuidados para pessoas idosas. Resultado de dois anos de estudos, o projeto reuniu especialistas e sociedade civil para a criação de diversas ferramentas práticas.

O app da OMS chamado “Integrated Care for Older People” (Cuidado Integrado para Pessoas Idosas) compartilha dicas práticas sobre limitações de mobilidade, má nutrição, perda de visão e audição, declínio cognitivo, sintomas depressivos e assistência e suporte social. A tecnologia vai apoiar o treinamento de profissionais que atendem pessoas idosas.  

Islene Araujo de Carvalho, líder do grupo sobre envelhecimento e cuidados integrados da OMS, declarou ao portal das Nações Unidas Brasil: “Essa inovação permitirá que as pessoas idosas continuem fazendo as coisas que valorizam, impedindo o isolamento social e a dependência de cuidados”.

O que é o app de saúde da OMS?

O aplicativo foi lançado inicialmente em língua inglesa, e está disponível para dispositivos Android e Apple. Nele, o assistente social e de saúde pode responder um questionário breve. Com perguntas rápidas, a tecnologia ajuda na identificação das limitações e eventuais problemas de saúde e de suporte social da pessoa idosa. A partir das respostas, a própria plataforma sugere encaminhamentos personalizados possíveis de serem aplicados para beneficiar a pessoa idosa que está sendo analisada.

O app de saúde “Integrated Care for Older People” faz parte das ações da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Eles reconhecem que o desenvolvimento só será possível se incluir pessoas de todas as idades. Até 2050, uma em cada cinco pessoas terá mais de 60 anos. O número de pessoas com mais de 80 anos deverá triplicar, de 143 milhões em 2019 para 426 milhões em 2050. “O empoderamento da pessoa idosa e sua plena participação e inclusão social, com boa saúde, são formas de reduzir as desigualdades”, defende o portal das Nações Unidas Brasil.

Sobre a autora:

Madu

MADU é uma iniciativa do projeto Rede Bem Estar, realizado pelo Conselho Estadual do Idoso, em parceria com o Grupo Tellus, a Brasilprev e a Liga Solidária. Foi criada para potencializar a relação entre pessoas mais velhas, seus familiares e amigos além de compartilhar conteúdos sobre envelhecimento e velhice.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto