Quem é você na pandemia?

Desde o início da pandemia de Covid-19, e com a recomendação de distanciamento social para evitar a transmissão do coronavírus, todo mundo precisou fazer ajustes na rotina e adotar novos hábitos.

Os idosos, como parte do grupo de risco, foram especialmente impactados. Isolados em casa, muitos precisaram limitar as saídas à rua e contar mais com a ajuda de familiares, amigos e vizinhos para se manterem seguros e saudáveis. Também tiveram que se adaptar às novas orientações de higiene e usar a criatividade para aproveitar o tempo em casa, de modo útil e agradável.

Tantas mudanças levaram a reações das mais diferentes no enfrentamento da pandemia. Você está tranquilo ou morrendo de medo de ficar doente? Acha que está fazendo sua parte para evitar o coronavírus, ou que tanta mobilização não passa de exagero? Faça o teste e descubra quem é você nessa história.

Com que frequência tem saído de casa?

Sempre que chego da rua:

O que acha do uso de máscara?

Como tem feito com as compras de casa?

Como é sua relação com as notícias sobre a pandemia?

Quem você acredita que deveria estar mais preocupado com a doença?

Sobre o isolamento social:

Como tem passado o tempo em casa?

O que acha da abertura de restaurantes, comércio e academias neste momento?

Resultado do teste

Apavorado
Resultado
Você é do tipo

Apavorado

Manter-se informado sobre a pandemia é importante, mas ficar checando as notícias o tempo todo só vai deixá-lo mais estressado e ansioso. Procure preencher o tempo com atividades prazerosas, mantenha contato com amigos e parentes e continue se cuidando.

Cauteloso
Resultado
Você é do tipo

Cauteloso

Você vem seguindo as recomendações de higiene e distanciamento para evitar a Covid-19, ótimo! Depois de tantos meses de restrições, é normal se acostumar com a situação, achar que a pandemia está controlada e acabar relaxando. Mantenha-se vigilante!

Negacionista
Resultado
Você é do tipo

Negacionista

Parece que você subestima o perigo da Covid-19. Lembre-se que os idosos são grupo de risco para ter complicações da doença; reveja sua rotina para não se expor demais. Informe-se em fontes sérias. As medidas de higiene e distanciamento visam proteger a sua saúde e a dos outros.