Economia | Financeiro

Confira 10 dicas para planejar seu futuro

por Brasilprev
3 de março de 2020

Depois de muitos anos de trabalho e um patrimônio construído, a aposentadoria chega e é hora de começar a fazer retiradas/vendas para qualidade de vida nos próximos anos.

Foto: Matthew Lancaster – Unsplash

Não gastar mais do que se ganha, ficar esperto em relação às dívidas, não bobear com o crédito e ter um dinheiro de segurança. Essas são algumas dicas básicas importantes para começar a se preparar para o futuro. Mas vamos lá, a Brasilprev, empresa especialista no setor de previdência privada, por meio de seu superintendente de Produtos, Sandro Bonfim, traz algumas dicas para que você faça a reflexão se está no caminho certo quando o assunto é finanças de longo prazo:

Tenha sempre uma reserva

Realizar o exercício de acumular reservas para o futuro somente irá funcionar se houver uma vida financeira favorável. É obrigatório que um planejamento financeiro estruturado considere também reservas para emergências (de curto prazo). O ideal é separar também uma parte para as necessidades e demandas de médio prazo, como viagens próximas, entrada em um automóvel, compra de um eletrodoméstico, pagamento de algum curso, entre outros objetivos.

Tenha objetivos definidos

Defina os seus projetos de vida e o prazo em que pretende realizar cada um deles. Quando se tem clareza sobre o que deseja, fica mais fácil buscar motivação e avaliar o andamento do processo. E lembre-se: com o aumento da longevidade, é preciso definir os objetivos levando em consideração esse cenário, pois mais do que viver mais, é preciso viver melhor. Por isso, faça com que esse seja um período confortável financeiramente, e sem sofrimento com os riscos que os anos a mais podem proporcionar, como não acumular recursos suficientes ou não obter um sólido planejamento financeiro.

Por quê Previdência Privada

A previdência privada é uma ótima opção para guardar dinheiro se você quer realizar projetos no médio ou longo prazo. Esse produto financeiro oferece benefícios tributários e ainda incentiva a disciplina por conta das contribuições mensais.

Conheça quem está administrando o seu dinheiro

Avalie o histórico e a reputação das empresas, busque seus índices de menções no Procon e sites de reclamações. Opte por uma organização confiável, pois, no caso de um plano de previdência privada, será uma relação de muitos anos. Veja se a instituição escolhida se preocupa com controles e segue processos seguros. Afinal, seu dinheiro deve estar em boas mãos!

Em previdência privada, fique atento ao tipo de declaração de Imposto de Renda

A previdência privada oferece dois tipos de produto: o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL). No primeiro, é possível abater as contribuições na Declaração Anual do Imposto de Renda, até o limite de 12% da renda bruta anual (se você também contribuir para o INSS ou para o regime de servidores públicos). Sabe quando você abate aquela visita ao médico, ou o colégio das crianças? É igual. Agora, se você não declara ou o faz na Declaração Simplificada, a melhor escolha é o VGBL, produto em que o imposto no momento de utilização dos recursos incidirá somente sobre os rendimentos. No PGBL, o imposto incidirá no total da reserva.

Avalie também qual  tabela escolher

Há dois regimes, e essa escolha tem relação direta com o seu perfil e planejamento de renda no futuro. Na tabela Progressiva, o valor que será resgatado ou transformado em renda terá retenção de 15% de imposto na fonte, e compensação na declaração anual do IR com base na tabela em vigor. Mas caso seu planejamento seja de longo prazo, a melhor escolha pode ser a tabela Regressiva, pois ela inicia em 35%, mas depois de 10 anos cai para 10%. Ou seja, você ganha um benefício enorme se mantiver o dinheiro focado no seu futuro. Como as opções são bem específicas, busque um consultor para identificar o melhor caminho a seguir.

Pense também na estratégia do fundo

A escolha do fundo também está relacionada ao seu perfil e ao seu projeto de longo prazo. Você pode fazer a escolha de uma carteira com fundos de renda fixa, multimercado ou uma carteira diversificada de diferentes opções. Você pode mudar a alocação quantas vezes quiser ao longo da sua jornada previdenciária – tudo para melhor alcançar seus objetivos. Na Brasilprev, há também fundos com o conceito Ciclo de Vida (data-alvo), que se baseia na ideia de piloto-automático. Assim, especialistas da companhia reveem e equilibram periodicamente os percentuais de renda fixa e variável para proporcionar a melhor relação de risco e retorno ao longo dos anos. Quando se aproxima a data de realização do projeto de vida, o fundo passa a ser mais conservador, com alocação maior em renda fixa de menor duração, focado em rendimento e proteção.

Avalie as taxas cobradas

Cada instituição tem taxas diferentes, por isso é importante levantar todas as formas de cobrança e fazer comparações antes de contratar um produto. No caso das taxas de administração (TAF), faça a análise olhando o percentual de cada fundo e o valor de contribuição de entrada, pois isso interfere diretamente na porcentagem da TAF. Na Brasilprev, há apenas a incidência da taxa de administração financeira, e, conforme o patrimônio vai crescendo ao longo do tempo, é possível acessar fundos com taxas menores.

Acompanhe o seu plano e entenda a rentabilidade

É necessário ter em mente que a previdência privada é voltada para o longo prazo, logo, visa rentabilidade em um espaço maior de tempo. Por isso, olhe a evolução do seu investimento em prazos diferentes, de 12, 24, 36 e 60 meses. Avalie também se as contribuições ainda são suficientes para realizar seus projetos em um novo contexto familiar, profissional ou mesmo a alteração do objetivo inicialmente previsto.

Você pode mudar o direcionamento do seu dinheiro para aproveitar melhores oportunidades

Os planos permitem que você mude de rota na estratégia de investimentos dos seus recursos, então é sempre importante estar atento a questões de economia e às necessidades que surgem na sua vida. Para esclarecer qual o melhor caminho seguir, manter contato com o seu gerente ou o administrador do seu plano é uma boa forma de ficar por dentro de novas oportunidades de ganhos frente aos seus objetivos e perfil.

“Guardar dinheiro é questão de hábito. Comece com um pouco; depois vá aumentando na medida em que se adequar a este novo exercício, que lhe proporcionará segurança e oportunidades lá na frente”, finaliza Sandro Bonfim, superintendente de Produtos da Brasilprev.

Sobre o autor:

Brasilprev

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto