Dicas | Diversão | Entretenimento

Diversão: 5 jogos para a quarentena

por Madu
28 de julho de 2020

Jogos são atividades que contribuem para a saúde mental e ajudam a pessoa idosa a atravessar esse momento de quarentena

Foto: wavebreakmedia – Shutterstock

Como grupo de risco da COVID-19, a população idosa é mais afetada pela pandemia. Novas possibilidades de interação via internet, jogos para a quarentena, a prática de um hobby ou ginástica em casa são algumas formas de manter a mente e o corpo ativos.

Os jogos estão entre as atividades indicadas, pois além dos benefícios cognitivos, podem ser praticados sem a necessidade da pessoa idosa se expor à COVID-19. O Professor Cláudio Yamaia* indica 5 jogos para a quarentena conhecidos por todos e que podem ajudar os idosos a passar por esse momento de maneira menos solitária:  

Xadrez: É um esporte, mas pode ser também considerado um jogo de natureza recreativa. Disputado em um tabuleiro de 64 casas de cores alternadas, sendo 16 peças para cada jogador: 8 peões, 2 torres, 2 cavalos, 2 bispos, 1 Dama (rainha) e 1 rei. O objetivo é dar o Xeque-mate (cercar o rei, deixando-o sem fuga).

Damas Tradicional: Também disputado em um tabuleiro de 64 casas de cores alternadas, porém só utiliza as casas de cores escuras. Cada jogador dispõe de 12 peças iguais, que se tornam Damas quando alcançam as últimas casas do tabuleiro. O objetivo é capturar todas as peças do oponente ou bloqueá-lo de maneira que ele não possa mover nenhuma peça.

Dominó: Jogo com 28 pedras em forma paralelepípedo, numeradas de 1 a 6 com pontinhos. O objetivo é encaixar todas as peças no jogo. Quando jogado em 4 pessoas, cada um recebe 7 peças e começa quem tiver a dobra de 6. Se jogado em menos de 4 pessoas, cada um pega 7 pedras e o restante vai para a compra quando o jogador não tiver peça para encaixar. Inicia o jogo quem tiver a maior dobra nesse caso.

Gamão: Jogo disputado por 2 pessoas em um tabuleiro de 24 casas triangulares agrupadas de 6 em 6, e divididas em 4 partes. Cada jogador tem 15 peças e tem o objetivo de levar todas as peças para o lado do tabuleiro do oponente, e dali para fora, conforme a quantidade de casas determinadas pelos 2 dados utilizados no jogo antes de cada lance.

Cacheta: Jogo de cartas que utiliza 2 baralhos. Pode ser jogado de 2 a 5 pessoas. Distribuem-se 9 cartas para cada pessoa, e o restante vira “monte”. O objetivo é formar sequências de 3 cartas do mesmo naipe ou uma trinca da mesma carta, mas de naipes diferentes. Vence quem formar 3 sequências ou 3 trincas ou ainda um misto destes 2. Ao atingir o objetivo, o jogador declara: “bati”.

O professor Cláudio finaliza com a recomendação de que esses jogos devem ser praticados por pessoas que vivem no mesmo ambiente: “jogos para a quarentena devem ser seguros e realizados na casa ou instituição onde o idoso vive, com todas as recomendações de higiene”.

*Cláudio Yamaia é técnico e professor de Jogos de Mesa (Damas e Xadrez) pela Secretaria de Assistência Social de Praia Grande-SP.

Sobre a autora:

Madu

MADU é uma iniciativa do projeto Rede Bem Estar, realizado pelo Conselho Estadual do Idoso, em parceria com o Grupo Tellus, a Brasilprev e a Liga Solidária. Foi criada para potencializar a relação entre pessoas mais velhas, seus familiares e amigos além de compartilhar conteúdos sobre envelhecimento e velhice.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto