Aprendizado | Dicas

Longevidade: 10 dicas para chegar aos 100 anos

por Madu
22 de julho de 2020

A busca pela longevidade melhora a qualidade de vida da população de terceira idade

Foto: Julie Campbell – Shutterstock

Com o avanço da medicina e condições socioeconômicas, a expectativa de vida das pessoas aumentou de forma exponencial. A Divisão de População da ONU estima que o número de pessoas centenárias no planeta vai crescer aproximadamente 6 vezes nesse século, chegando a 26 milhões em 2100. Iremos chegar aos 100 anos!

Em 2015, os 5 países com maior número de centenários por 100 mil habitantes eram: Japão (48), Italia (41), Uruguai (34), Chile (31) e França (31). Entre essas pessoas, a proporção de mulheres era de 80%!

Como chegar aos 100 anos

Há vários estudos indicando quais fatores levam o ser humano a chegar aos 100 anos. Variáveis genéticas ou mesmo sociais são citadas como importantes para ter longevidade e um envelhecimento saudável.

O médico Wilson Jacob Filho, professor titular da disciplina de geriatria e diretor do Serviço de Geriatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em artigo intitulado “Fatores determinantes do envelhecimento saudável”, enumera ações para reduzir a morbimortalidade e tornar o envelhecimento uma fase saudável do humano.

1. Realizar a Avaliação Global do Idoso – AGI (acompanhamento médico que traça o perfil físico, social, cognitivo e até emocional do paciente)

2. Estimular  atividade física regular

3. Mudar  hábitos deletérios (como eliminar o cigarro e o bebida alcóolica)

4. Alimentar-se adequadamente de acordo com a necessidade do idoso

5. Postergar o início das doenças – prevenção precoce de doenças

6. Usar criteriosamente fármacos (medicamentos)

7. Compensar as limitações (melhorar as condições dos que já apresentam doenças crônicas)

8. Prevenir acidentes e traumas (principalmente os domésticos)

9. Manter os papéis sociais: continuar a se manifestar pelo voto, opinar em reuniões e discussões familiares, contribuindo para as tomadas de decisão ou para a execução de trabalhos adequadamente escolhidos são exemplos importantes da manutenção da cidadania e da ampliação do desempenho social

10. Ampliar a rede de suporte social (relações socioafetivas de familiares, amigos e círculos sociais)

A pessoa pode não chegar aos 100 anos, mas as mudanças de hábitos que ela realiza para alcançar esse objetivo contribuirão diretamente para ter um envelhecimento saudável.   

Sobre a autora:

Madu

MADU é uma iniciativa do projeto Rede Bem Estar, realizado pelo Conselho Estadual do Idoso, em parceria com o Grupo Tellus, a Brasilprev e a Liga Solidária. Foi criada para potencializar a relação entre pessoas mais velhas, seus familiares e amigos além de compartilhar conteúdos sobre envelhecimento e velhice.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto