Cuidado | Cuidadores de idosos

A vida de um cuidador de idosos familiar

por Daniela Santilli
16 de janeiro de 2020

O cuidador familiar pode ter um desafio de equilibrar a própria vida com o cuidado do idoso. Devo sair com meus amigos e deixar o idoso sozinho? Quais as novidades que vou contar para meus amigos, se eu só fico cuidando do idoso?

Foto: Olena Yakobchuk – Shutterstock

Quer cuidar de uma pessoa idosa da sua família, mas está em dúvida porque tem receio de não conseguir? 

Quando um familiar assume os cuidados de uma pessoa idosa, caso tenha vida profissional e social ativa, deve estar ciente de que em algum momento do processo de cuidar deverá abrir mão de algumas coisas: sair à noite, viajar aos finais de semana, passar muitas horas fora de casa, entre outros. Já o cuidador familiar que tem mais tempo deve saber que, mesmo com tempo disponível, irá se deparar com momentos nos quais vai ter muita vontade de sair ou de descansar, sem ter que se preocupar com horários e obrigações.

Em ambos os casos, o sentimento de “abrir mão” da vida social pode acontecer. Quando essa fase começar, é importante ter uma rede de apoio forte e acolhedora para dar suporte emocional e permitir ser cuidado também. Muitas vezes, as pessoas acostumam ver o cuidador familiar resolvendo e cuidando de tudo sozinho(a), e dificilmente entenderão que “de uma hora para outra” também podem pedir ajuda e reclamar de cansaço. O cuidar não é o peso, o peso é a solidão do cuidar e tudo que ela envolve. 

Aqui estão algumas dicas para ajudar essas pessoas a se cuidarem, se organizarem e diminuírem a chance de ter esse tipo de desgaste

  • Estude e se aproprie da saúde da pessoa idosa e de tudo que poderá acontecer com ela no futuro. Por exemplo, se ela tem um quadro de demência leve, leia sobre como a demência se desenvolve para entender o que pode acontecer ao longo do tempo. Faça isso com todas as doenças que ela tenha: hipertensão, diabetes, demência, depressão. Todas elas em algum momento se agravarão e, nesse ponto, quanto melhor informada(o) você estiver, maior a chance de ter menos desgaste. 
  • Tenha um caderninho sempre à mão para anotar suas dúvidas e ideias sobre o cuidar, para não ter que ficar com essas coisas na cabeça. Tudo que estiver anotado sai da sua cabeça e vai te ajudar a manter a calma no dia a dia e, principalmente, durante as noites, que é a hora em que geralmente pensamos nos problemas.
  • Depois de entender tudo que pode acontecer com a pessoa idosa (Lembre-se que poder, não significa que ela terá, significa apenas que você está se preparando para isso!), marque uma reunião com todas as pessoas envolvidas: irmãos, filhos, esposa(o), tia(o) e converse sobre tudo que você leu a respeito. Apresente as possibilidades a médio e longo prazo do que podem vir a acontecer com a pessoa idosa. Esclareça que deseja deixar tudo organizado desde o início para que todos possam participar te ajudando a organizar o futuro da pessoa idosa. Você acabou de envolver toda a família e este será o momento mais importante para seu futuro
  • Crie um cronograma semanal com horários em que cada pessoa da família pode passar com a pessoa idosa. Esse momento deixará claro quem vai se envolver e resolver alguma questão sobre a pessoa idosa ou não, qualquer que seja o motivo. Para as pessoas que disserem que não podem passar horas com a pessoa idosa, sugira que elas se responsabilizem por outras funções também importantes, como fazer as compras do mercado ou medicamentos. Uma dica é sugerir que essa pessoa busque preços e descubra em quais os casos os medicamentos podem ser retirados gratuitamente. Tente que ela se envolva de alguma forma. É importante que todos entendam e sintam desde o início que dá trabalho sim, abrir mão do final de semana, do futebol, etc. 

Feito isso, aproveite os horários em que as outras pessoas da família estiverem com a pessoa idosa e reorganize sua agenda para seus novos horários livres e desfrute deles: saia com amigos, vá ao cinema, ao aniversário, à festa. Esse horário é seu e para você. Para seu bem-estar e sua saúde emocional e social.

Para isso, crie um grupo no WhatsApp com todos os envolvidos nos cuidados. Nele, sugira que  cada um escreva um pequeno relatório do tempo passado com a pessoa idosa. “Papai comeu super bem, mas não quis beber água. Já tomou banho.  Se alguém puder, traga água de coco que ele gosta e vai beber mais. O remédio X tem compridos por mais 1 semana, precisamos comprar mais”. Se você conseguiu que isso tudo funcionasse, Parabéns! Vocês passarão por essa juntos e a pessoa idosa vai sentir o apoio, o amor e segurança vindo de todos.

Muitas pessoas não têm familiares para contar, mas tem amigos com quem você poderá contar às vezes. Não tenha vergonha, peça ajuda! Você pode se surpreender positivamente.

É importante que você veja isso como uma chance de cuidar de uma pessoa que você ama, respeita e quer bem. Existem muitos sites e páginas nas redes sociais com informações sobre cuidados. Entre neles, leia, interaja, tire dúvidas, troque experiências com as pessoas que estão passando pelo mesmo momento que você. Isso fará com que você conheça outras pessoas que estão vivenciando algo parecido. Essa interação já vai fazer com que você se sinta acolhida(o) e pode tirar a sensação de solidão que você poderá sentir. 

#ficadica

Conheça a pessoa idosa: Use e abuse do bom-humor. É uma excelente forma de encarar o envelhecimento, a saúde, emocional, social, etc.

Conheça a doença da pessoa idosa: Quanto mais você souber sobre como ela se desenvolve, suas características e seus tratamentos, melhor você vai lidar com cada fase que a pessoa idosa entrar, pois entenderá o que é esperado dentro de cada quadro. 

Conheça os direitos sociais que a pessoa idosa tem: SUS, UBS, AMA, Carteira do Idoso, Farmácia de Alto Custo, Farmácia Popular

Organize os medicamentos: Faça uma tabela e imprima com a sequência e os horários dos remédios que a pessoa idosa deve tomar, e ajuste o alarme do seu celular para despertar a cada horário.

Organize os exames e receitas: Com uma pasta com folhas plásticas, coloque o nome e contato na capa, organize a rotina de exames e remédios da pessoa idosa. Etiquete as páginas por áreas: cardiologista, neurologista, pneumologista e receitas. Assim, quando você precisar de alguma informação, estarão todas num lugar só e, quando tiver de ir ao médico, leve a pasta junto com os documentos da pessoa idosa. 

Assegure-se de que tenha uma alimentação saudável: Aproveite que é bom para a saúde da pessoa idosa e cuide da sua alimentação para ter forças, disposição e saúde. Além de mais saudável, a longo prazo é mais barato também cozinhar em casa em vez de comprar produtos enlatados. 

E por último:

Organize a casa da pessoa idosa: Deixando a casa organizada de forma segura, grande parte do tempo que as pessoas perdem ao cuidar está preservado. 

Agora você está preparado para cuidar da pessoa idosa de forma saudável. Aproveite e aprofunde o vínculo com ela. Façam coisas prazerosas juntos. Lembre-se de que enquanto ela estiver respirando, ela está viva e deve viver a vida. 

Todos estes cuidados são importantes para que você seja preservado durante todo o processo.

Para saber mais

Plano Cuida Idoso

Instituto Oncoguia

Associação Brasileira de Alzheimer

Portal do envelhecimento

Sistema Único de Saúde – Ministério da Saúde

Unidade Básica de Saúde – Ministério do Planejamento

Associação Paulista Para o Desenvolvimento da Medicina Programa de Atenção Integral a Saúde 

Farmácia popular – Ministério da Saúde

Saiba como conseguir medicamentos de alto custo no SUS – ABEM

Farmácias de alto curso – Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo

Cadastro de fraldas geriátricas – Ministério da Saúde

Sobre a autora:

Daniela Santilli

Daniela Santilli, fundadora do Plano Cuida Idoso, onde escreve e compartilha sobre cuidados, direitos e experiências com a terceira idade, formada cuidadora de idosos pela Cruz Vermelha, estudante de Gerontologia. Atua no mercado atendendo a pessoa idosa e seus familiares em casa, onde trabalha segurança, organização, afeto e reinserção social da pessoa idosa.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto