Aprendizado | Cuidado

Tipos comuns de cirurgia plástica na terceira idade

por Daniela Santilli
22 de julho de 2020

Quais são os procedimentos mais procurados pela terceira idade?

Foto: Africa Studio – Shutterstock

Sabemos que há diversas razões para se fazer uma cirurgia plástica na terceira idade: reparadora, estética ou corretiva.

Para pessoas idosas, alguns podem achar que seja futilidade, mas em muitos casos, ela recupera sua autoestima e vaidade, fazendo com que se sinta melhor consigo e volte a ser uma pessoa sociável, sem se esconder dos amigos.

Com o passar dos anos, a pele é a parte do corpo que mais sofre com a história de vida de cada um de nós. Alimentação saudável, qualidade do sono, hidratação, uso de protetor solar, não fumar e não beber, darão ao idoso uma aparência mais jovial e saudável. Mas quem consegue ser essa pessoa? Poucos, muito poucos. Rugas e manchas vão aparecer. Para uns, não será um problema, mas para outros, dentre os recursos estéticos disponíveis, cirurgia plástica na terceira idade é a melhor solução.

Os procedimentos mais procurados a partir dos 60 anos são os para pálpebras, lábios, mamas, papada e braços. Ninguém gosta de sentir a pele dos braços balançando. Podem reparar: mulheres depois de uma certa idade evitam mostrar os braços.

Antes de realizar qualquer cirurgia plástica na terceira idade, é importante que o paciente passe por uma avaliação clínica para verificar suas condições de saúde, como doenças pré-existentes, problemas de coagulação, problemas cardíacos ou problemas de cicatrização. Esses critérios de saúde passam a ser mais rigorosos após os 70, 80 anos. Às vezes, nesses casos, são recomendadas cirurgias de pequeno porte ou outros procedimentos estéticos.

#ficadica Muitos idosos criam expectativa muito alta em relação aos resultados, mas atenção: essa expectativa pode levá-lo (a) a médicos que façam tudo que você pedir, e você corre o risco de ter seu corpo deformado. Cada idade tem seu limite estético.

Sobre a autora:

Daniela Santilli

Daniela Santilli, fundadora do Plano Cuida Idoso, onde escreve e compartilha sobre cuidados, direitos e experiências com a terceira idade, formada cuidadora de idosos pela Cruz Vermelha, estudante de Gerontologia. Atua no mercado atendendo a pessoa idosa e seus familiares em casa, onde trabalha segurança, organização, afeto e reinserção social da pessoa idosa.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto