Aprendizado | Cuidado

O desafio de integração do homem maduro

por Sérgio Serapião
11 de fevereiro de 2020

Os desafios de uma cultura ocidental e o papel do homem na sociedade para a integração da pessoa idosa masculina

Foto: Bruno Martins – Unsplash

O processo de envelhecimento é particular de cada pessoa. O modo como chegamos à fase idosa é resultante de nossas escolhas, de estilo de vida e possibilidades socioeconômicas. Aqueles que seguem o padrão construído para o papel do homem, como “provedor da família”, o qual constrói sua identidade a partir do trabalho, por muitas vezes vivencia uma longevidade bastante dura, uma vez que sua identidade tende a se esvaziar com a “perda do crachá” e sua consequente perda de função social. 

Mas será que temos que nos apagar ou podemos nos reinventar quando aposentamos?

A aposentadoria e o afastamento do mundo do trabalho podem tornar-se fatores para crise de personalidade, invisibilidade social e consequente diminuição de autoestima e de vida social. Quando isso ocorre, percebe-se impactos na saúde como um todo.

Por outro lado, mulheres que assumem papel no trabalho, afastam-se em períodos de maternidade e retornam, muitas vezes para uma segunda carreira, aprendem pela vida a se reinventarem. Ao chegar à idade madura, podem encarar este momento de forma mais leve, como mais uma reinvenção. 

Nesse sentido, em nossa cultura, o sexo masculino tende a ter muito mais dificuldade de se reinventar e aproveitar a extensão de vida que ganhou com a longevidade. Tem dificuldade em abrir-se para novas amizades, participar de novos grupos e ser aprendiz novamente.

Manter-se aprendendo e se reinventando por toda a vida, se desprendendo de papéis que já vivemos e assumindo novos sonhos e projetos, é parte fundamental para se viver plenamente a maturidade. E, nesse quesito, homens precisam se inspirar e aprender muito com as mulheres. 

Sobre o autor:

Sérgio Serapião

Empreendedor social, fellow Ashoka, atua há +14 anos com longevidade, cofundador e diretor da Labora, 1a startup de RH (HRtec) voltada para integrar talentos seniores a profissões do futuro, solucionando desafios de empresas e sociedade. Fundador do Movimento LAB60+, laboratório social colaborativo que busca soluções práticas para a co-construção de um mundo mais longevo. Membro do conselho do Sistema B Brasil.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto