Aprendizado | Saúde

O que é Índice de Katz e como ele é aplicado?

por Madu
6 de julho de 2020

O Índice de Katz é uma técnica para medir a capacidade de realização de atividades diárias pelos idosos

Foto: Kzenon – Shutterstock

O crescente aumento da população idosa gerou a necessidade, pela comunidade de profissionais de saúde, de buscar novas terapias, equipamentos, técnicas, pesquisas e toda gama de conhecimento para atender os idosos.

Nesse sentido, o Índex de Independência nas Atividades de Vida Diária (AVD) ou Índice de Katz, desenvolvido por Sidney Katz, é um instrumento criado em 1963, para medir a avaliação funcional do idoso. O índice avalia a capacidade da pessoa de realizar tarefas como tomar banho ou se vestir.

A avaliação realizada por profissionais de saúde possui três categorias de classificação: independente, parcialmente dependente ou totalmente dependente. Segundo essa escala, os idosos podem ser classificados como independentes, se conseguem desenvolver seis atividades propostas sem supervisão, orientação ou qualquer tipo de auxílio direto.

Índice de Katz

1 – Tomar banho

Nessa função, são considerados independentes os idosos que tomam banho sozinhos ou que recebem ajuda para banhar uma parte específica do corpo como, por exemplo, as costas ou uma das extremidades. Têm dependência parcial idosos que recebem assistência para banhar-se em mais de uma parte do corpo ou necessitam de auxílio para entrar ou sair do banheiro, e são dependentes totais aqueles que não são capazes de banhar-se sozinhos.

2 – Vestir-se

Considera-se o ato de pegar as roupas no armário, bem como o ato de vestir-se. Calçar sapatos não está na avaliação. A designação de dependência é dada aos pacientes que recebem alguma ajuda pessoal ou que não conseguem se vestir.

3 – Ir ao banheiro 

Os idosos considerados independentes podem ou não utilizar algum equipamento ou ajuda mecânica para desempenhar a função. Dependentes são aqueles que recebem qualquer auxílio direto ou os que não conseguem ir sozinhos.

4 – Transferência 

Avaliação do movimento desempenhado pelo idoso para sair da cama e sentar-se em uma cadeira e/ou vice-versa. Assim como na função anterior, dependentes são aqueles que recebem qualquer auxílio direto ou que não conseguem realizar a função sozinhos.

5 – Continência 

Refere-se ao ato inteiramente autocontrolado de urinar ou defecar. A dependência está relacionada à presença de incontinência total ou parcial. Qualquer tipo de controle externo como enemas, cateterização ou uso regular de fraldas classifica o paciente como dependente.

6 – Alimentação 

Relaciona-se ao ato de levar a comida do prato à boca. Dependentes são os idosos que recebem qualquer auxílio. Aqueles que não conseguem se alimentar sem ajuda, ou que utilizam sondas para se alimentar são considerados dependentes, bem como os que são nutridos por via parenteral.

Apesar das diferentes versões criadas do Índice de Katz, a técnica serve para auxiliar profissionais de saúde a avaliarem a capacidade de independência dos idosos e, assim, mediar a evolução de tratamentos e terapias realizadas para melhorar a capacidade funcional do paciente.

Fonte: Revista da Escola de Enfermagem da USP

Sobre a autora:

Madu

MADU é uma iniciativa do projeto Rede Bem Estar, realizado pelo Conselho Estadual do Idoso, em parceria com o Grupo Tellus, a Brasilprev e a Liga Solidária. Foi criada para potencializar a relação entre pessoas mais velhas, seus familiares e amigos além de compartilhar conteúdos sobre envelhecimento e velhice.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto