Aprendizado

Dicas para planejar o futuro durante a pandemia do Coronavírus

por Paulo Ishimaru
23 de junho de 2020

Estipular objetivos e organização são os primeiros passos para planejar o futuro

Foto: pixelheadphoto digitalskillet – Shutterstock

A chegada da pandemia trouxe muitas incertezas sobre o como planejar o futuro. Não faltam pesquisas e opiniões sobre curas, tratamentos e as consequências econômicas geradas pela quarentena. 

Como a COVID-19 é uma doença nova, ainda há muitos desafios para a ciência médica e para os economistas. Nesse momento de incertezas, no qual o que parece importante é o presente, fica difícil pensar em como planejar futuro, seja para estabelecer metas pessoais ou financeiras. 

Apesar da turbulência na qual o mundo vive, é importante estabelecer objetivos, mesmo que o cenário não pareça adequado. 

Há um jargão conhecido, que diz: “Planejar o futuro é agir no presente”. Ele serve para pessoas de todas as idades.  

O psicólogo Rafael Modenesi* destaca alguns fatores que podem aumentar as chances de uma pessoa envelhecer de forma bem-sucedida: a autonomia, autoaceitação, redes de apoio e propósitos de vida.

Dessa forma, mesmo em um período de incertezas como o atual, manter-se ativo e com objetivos definidos pode auxiliar no bem-estar, autoestima e senso de autoeficácia.

Reflexões sobre a vida ajudam a planejar o futuro

Para Modenesi, refletir sobre a vida pode auxiliar no planejamento futuro, pois nesse processo podem ser identificadas habilidades, potencialidades e projetos “engavetados”, assim como as limitações, tanto as materiais quanto as da própria idade. 

Ele ressalta, entretanto, que “refletir sobre a vida não pode ser confundido com “agarrar-se” ao passado, quando a pessoa idosa passa a viver de recordações, esquecendo do presente”.

Dicas para planejar o futuro

Modenesi traz algumas dicas, mas alerta que devem ser adaptadas às características individuais de cada pessoa. Elas são:

  • O passo inicial é identificar objetivos que são importantes para a realização pessoal e/ou para a comunidade
  • Dentre esses objetivos, identificar se são de curto, médio ou longo prazo, para ter uma previsão de sua duração
  • Avaliar a viabilidade do projeto devido às limitações impostas pelo ambiente externo (atualmente, a pandemia da COVID-19)
  • Identificar objetivamente quais são os passos necessários para a execução do projeto e o que se pretende com ele
  • Elaborar uma hierarquia de tarefas a serem realizadas
  • Fazer uma previsão do tempo necessário para a realização de cada tarefa, e distribuí-las ao longo dos dias. É importante que não se façam previsões irreais, nem que as tarefas sejam cansativas a ponto de se perder a motivação
  • Utilizar materiais (cadernos, agendas, calendário, etc.) que permitam uma visualização do planejamento
  • Manter em um local de fácil visualização uma lista das tarefas que permita registrar quais já foram executadas
  • Periodicamente, rever/reestruturar o planejamento

É importante reforçar que, em todas as fases da vida, existem tipos de limitações para o desenvolvimento de atividades. Adaptar-se a cada situação é fundamental para alcançar objetivos.

*Rafael Modenesi é Doutor em Psicologia Experimental pela USP em Análise do Comportamento, Professor Universitário e Pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia sobre Comportamento, Cognição e Ensino (INCT-ECCE)

Sobre o autor:

Paulo Ishimaru

Profissional de comunicação com formação em Jornalismo e pós-graduação em Gestão Estratégica de Negócios. Cursou Ciências Sociais e acredita que a comunicação, aliada à tecnologia, é uma das grandes ferramentas de transformação social e empresarial. Professor universitário nos cursos de Jornalismo, Marketing e Design.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto