Aprendizado | Dicas

Como começo a fazer trabalho voluntário?

por Sérgio Serapião
27 de março de 2020

Veja aqui algumas dicas de como começar a fazer trabalho voluntário!

Na maturidade, é muito comum florescer o sentimento e a necessidade de construção de legado, ou seja, pessoas acima de 42 (se formos usar a referência da antroposofia) passam a terem maior inclinação a se doarem a causas em que acreditam. O voluntariado, assim, tende a crescer como uma opção de realização pessoal.

Mas como começar a fazer trabalho voluntário?

Existem alguns aspectos para se considerar durante a escolha: 

  1. Pensar no tema que mobiliza você. Seu coração bate mais forte de preocupação quando lê que a Amazônia está em chamas ou se aumentou o número de pessoas em situação de rua? Entender sua sensibilidade para diferentes causas pode ajudar a se conectar com uma causa que seja muito relevante para você.
  2. Encontrar entidades na sua região que atuem com o tema escolhido e que sejam sérias e com boa reputação. 
  3. Entender como você pode contribuir. Verificar as demandas e desafios da organização para entender qual ajuda é mais necessária. Por fim, criar um compromisso que seja factível para você, e que atenda aos anseios da organização.

É muito importante que o voluntariado seja visto como uma doação de tempo e atenção do voluntário e, por outro lado, uma oportunidade de aprendizado e desenvolvimento. Assim, todos os envolvidos contribuem e se beneficiam da ação. 

Caso tenha interesse, separamos algumas referências para facilitar a sua busca:

Sobre o autor:

Sérgio Serapião

Empreendedor social, fellow Ashoka, atua há +14 anos com longevidade, cofundador e diretor da Labora, 1a startup de RH (HRtec) voltada para integrar talentos seniores a profissões do futuro, solucionando desafios de empresas e sociedade. Fundador do Movimento LAB60+, laboratório social colaborativo que busca soluções práticas para a co-construção de um mundo mais longevo. Membro do conselho do Sistema B Brasil.

Madu

Receba conteúdos especiais da Madu pelo seu email

Somos guardiões das memórias afetivas de tudo que vivemos e queremos compartilhá-las. Vamos juntas e juntos construir relações de afeto entre gerações? Te esperamos pra mais essa jornada! Conheça o nosso manifesto clicando aqui.

Veja nosso Manifesto